Conheça os principais métodos de alfabetização

Conheça os principais métodos de alfabetização

site

O domínio das habilidades de leitura e escrita tem sido um dos grandes desafios do desenvolvimento infantil, pois, sua aquisição nas séries iniciais é determinante para o posterior sucesso acadêmico ao longo da educação básica. Diversos estudos evidenciaram que crianças com dificuldades em habilidades preliminares de leitura tendem a ter trajetórias de insucesso acadêmico, com consequências de curto a longo prazo que afetam o indivíduo, a sociedade e a economia.

A alfabetização vai muito além de gravar letras e juntar sílabas, abrangendo uma série de capacidades e habilidades sociais relacionadas à escrita e leitura como a interpretação e contextualização que devem ser promovidas neste processo.

Existem métodos e técnicas que os pais e/ou educadores podem utilizar para promover a alfabetização e letramento da criança. Estes estão agrupados por:

Métodos sintéticos: são os métodos que iniciam da parte para o todo, com foco na escrita, ou seja, tem um percurso que parte da letra, sílabas e por fim a som das palavras. Nesse conjunto encontramos:

  1. a) Soletração (alfabético): a criança aprende primeiro os nomes das letras do alfabeto para depois fazer as combinações silábicas e montar as palavras.
  2. b) Silabação (silábico): a criança aprende as famílias silábicas. Hoje, algumas pesquisas interpretam como uma das etapas do alfabético.
  3. c) Fonação: a criança aprende a emitir fonemas e combinar o som das letras para formas as sílabas, palavras e frases, possibilitando a comunicação oral.

Métodos analíticos: são os métodos que parte do todo para as partes, ou seja, tem como ponto de partida as palavras, frases e textos que permitem que a criança compreenda primeiro o contexto destes.

Estamos falando de:

  1. a) Palavração: a criança aprende palavras comuns para reconhecer o seu som e formar novas palavras a partir da separação de suas sílabas.
  2. b) Sentenciação: a criança aprende uma sentença (frase) explorando a memorização, posteriormente ela é dividida em palavras e então em sílabas para que a partir disso o aluno leia novas palavras.
  3. c) Textual (ou global): este método apresenta primeiro estruturas de textos com começo, meio e fim, como por exemplo contos, destacando uma frase, uma palavra, até chegar às sílabas ou às letras para formar novas palavras.

Hoje existem diversas ferramentas disponíveis na internet, inclusive aplicativos, para trabalhar cada um dos métodos. E qual o melhor? Não há uma resposta padrão para essa pergunta, uma vez que irá depender das necessidades e faixa etária de cada criança.

Deixe um comentário

Abrir Chat
💬 Olá
Educação Especial PE
Olá 👋!
Acessei o Educação Especial PE e quero saber mais.